Fernanda Fragateiro

Sobre dois muros revestidos a azulejo podem ver-se as sombras de algas marinhas, desenhadas a partir de espécimes autênticos.

Fernanda Fragateiro nasceu no Montijo em 1962. Estudou na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa e começou a expor o seu trabalho em 1981, desenvolvendo uma prática artística diversificada.

Preocupou-se desde então em intervir com a sua obra em locais públicos (facto que se pode constatar na curta-metragem “Lugares Perfeitos”), não se limitando assim aos lugares habituais de exposição.

Os seus projectos vão desde a escultura e a instalação, às intervenções em espaços públicos, ilustração e colaborações em projectos de arquitectura ou paisagismo.

Realizou numerosas exposições colectivas e individuais, estando presente em colecções públicas como a da Unión Fenosa (Corunha – Espanha), a do Museu de Arte Contemporânea de Serralves (Porto) e a do Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia (Espanha).

Recebeu, entre outros, os prémios seguintes: Prémio de Aquisição: Ausência, Portugal Telecom (1997), 2.º Prémio da Biennale Internationale de Céramique de Vallauris (2000), Prémio Tabaqueira de Arte Pública (Açores, 2001) e Beca de la Fundación Marcelino Botín (2004-05).

Bookmaker with best odds http://bbetting.co.uk review site.