Solos das Petrolíferas / Aterro Sanitário de Beirolas

Os estudos de diagnóstico efetuados na parte Sul do Parque das Nações, onde desde os anos 40 se instalavam as companhias petrolíferas, permitiram identificar a presença pontual de teores de hidrocarbonetos acima dos limites aceites para uso residencial dos terrenos, como previsto no Plano de Urbanização aprovado. No entanto, os resultados desses estudos foram animadores, já que permitiram confirmar que as características geológicas do local (foi identificada uma camada de argilas de reduzida permeabilidade) serviram de barreira natural à migração de contaminantes em profundidade.

A profundidade até onde foi detetada a contaminação do solo não ultrapassou, em regra, os 2 metros, tendo-se estimado em cerca de 250.000 m3 o volume total de solos a necessitar de tratamento.

O Aterro Sanitário de Beirolas localiza-se no extremo Norte do Parque das Nações, entre o rio Trancão e a Estação de Tratamento de Águas Residuais de Beirolas.

Este aterro serviu, no período de 1985 a 1990, de local preferencial de depósito dos resíduos sólidos originados em Lisboa. Foi utilizado durante um período superior ao inicialmente previsto, daí resultando a sua sobreexploração e consequente deficiência de funcionamento dos sistemas de drenagem de lixiviados e biogás que haviam sido projetados, bem como alguma instabilização dos taludes do aterro, facto que foi detetado no decorrer das visitas efetuadas ao local na altura da execução dos estudos de diagnóstico.

Os trabalhos executados para a recuperação ambiental do aterro passaram pela (1) suavização dos taludes do aterro, de forma a garantir a sua estabilidade; (2) extração dos lixiviados acumulados no interior do aterro e seu tratamento em local adequado; (3) extração do biogás e seu tratamento (queima); (4) isolamento dos resíduos depositados, mediante a aplicação de membrana impermeabilizante; (5) instalação do sistema de drenagem de águas superficiais; (6) colocação de camada de terra vegetal que permite a instalação da vegetação.

A necessidade de limpar rapidamente os solos das petrolíferas, em ordem a avançar com a modelação geral dos terrenos, e de suavizar os taludes do Aterro Sanitário, à custa de material de enchimento, garantindo a sua estabilidade, foram fatores determinantes na selecão da solução técnica para limpeza dos solos das companhias petrolíferas.

Assim, a escavação e transporte dos solos com hidrocarbonetos até ao Aterro Sanitário de Beirolas, onde foram depositados em célula confinada de modo a ser garantido o seu isolamento, foi considerada a solução mais adequada face aos prazos disponíveis para o processo de limpeza dos terrenos das petrolíferas, já que qualquer das outras soluções estudadas (desorção térmica ou bioremediação) implicaria prazos muito superiores, incompatíveis com os tempos de desenvolvimento do projeto EXPO`98. Por outro lado, esta solução permitiu utilizar os solos das petrolíferas como material de enchimento necessário à suavização e estabilização de taludes do Aterro Sanitário.

A instalação de uma Estação de Tratamento de Águas Residuais móvel durante os trabalhos de escavação dos solos permitiu a limpeza das águas subterrâneas, e a recuperação de produto livre (diversos tipos de produtos petrolíferos), o qual, após separação da fração aquosa, foi encaminhado para reutilização de acordo com as características apresentadas.

Bookmaker with best odds http://bbetting.co.uk review site.